Formou-se em MTC  pela Universidade de Medicina Chinesa de Chengdu. Participou em seminários e workshops.
Mais tarde estudou Kinesiologia, que aplica à MTC, como complemento do meu trabalho.
Estudou dietética Chinesa e Fitoterapia. Especializei-me em dor, pelo método de acupunctura distal.
Acompanha pacientes com o meu método em Lisboa, Amadora e Oeiras, em clínicas privadas.  

Neste dia trará a condição de saúde na visão da Medicina Chinesa tem como principio base a circulação de energia. Pelo contrário a doença passa pela estagnação da energia, do sangue e dos líquidos. Factores emocionais (internos) e externos fazem bloquear essa mesma correcta circulação.A MTC, pelos seus métodos de diagnóstico consegue caracterizar um indivíduo quanto o sua energia, sangue e líquidos. Percebendo se há bloqueio ou pré-disposição para bloqueio (doença). A acupuntura e a fitoterapia permitem o desbloqueio, fazendo circular a energia. A MTC deverá ser tida em conta antes da doença (como forma de prevenção segundo diagnóstico), durante a doença como forma de atenuar os efeitos da doença (dores, falta de apetite, cansaço…) e após a doença como forma de manter o indivíduo com uma correcta energia.

Deixe uma resposta

Fechar MENU