A Fibromialgia é uma síndrome caracterizada  por dor músculo-esquelética difusa, generalizada e de evolução muito variável, e por um aumento da sensibilidade a alguns estímulos, nomeadamente o stress emocional e o esforço físico. Associa-se a fadiga, alterações do sono e problemas de memória e de concentração.Trata-se de uma patologia muito frequente, que afecta 2-4% da população geral e com forte predomínio no género feminino. 

 

Sintomas da Fibromialgia

Mais frequentes:

  • Fadiga (de predomínio matinal) 
  • Dor (generalizada, difusa, mal definida, imprecisa, por vezes migratória e de intensidade variável)
  • Formigueiros ou sensação de adormecimento 
  • Rigidez articular e/ou muscular

 Menos frequentes:

  • Sem energia para as tarefas diárias (com sensação de esgotamento físico)
  • Diminuição na concentração
  • Défice de memória
  • Intolerância ao frio e/ou ao calor

 

Diagnóstico da Fibromialgia

O diagnóstico da Fibromialgia é de exclusão, ou seja, necessita de uma avaliação clínica adequada por um médico experiente no diagnóstico de doenças com manifestações osteo-articulares e/ou músculo-esqueléticas (especialista em Reumatologia), de forma a excluir, se necessário com o recurso a alguns exames auxiliares de diagnóstico (laboratoriais e/ou radiológicos), outras doenças que possam apresentar manifestações aparentemente semelhantes. A Fibromialgia caracteriza-se por uma ausência de alterações nos estudos laboratoriais e de imagem.

 

Viver com a doença

A medicina convencional entende que não há um tratamento especifico mas intervém no alivio da dor e redução da ansiedade e melhoria do sono. Quem me conhece sabe que não desisto e além da alimentação ter um poder anti-inflamatório e alguns nutrientes poderem intervir a nível neurológico aliviando os sintomas, como a fadiga e melhoria na qualidade do sono, por exemplo, também o Timewaver pode intervir.

 

Partilho aqui o caso da Arminda

Mulher com 56 anos, diagnosticada há 10 anos com fibromialgia. O diagnóstico da doença demorou e por mais que os exames não fossem totalmente esclarecedores é um facto que os sintomas encaixavam-se na perfeição na descrição da patologia. Tem como SOS analgésicos e relaxantes musculares para tomar, mas o SOS tornou-se o dia a dia da Arminda. Tem dias que não consegue determinadas tarefas como subir até ao 3º andar, onde mora, provocando isolamento e incapacidade de trabalhar. A este quadro associou-se a depressão.

Tratamento

Propus uma alimentação anti-inflamatória, eliminação de todos os alimentos inflamatórios e/ou tóxicos, alguns suplementos como 5HTP, Brahmi entre outros e intervenção com o Timewaver sessões semanais durante 1 mês.

Resultados

A Arminda cumpriu o plano alimentar e de vida que lhe propus (prática de actividade física (pilates, exercício cardiovascular, alongamentos matinais), inscrição num grupo de doentes com fibromialgia, deitar-se mais cedo, aumentar a ingestão de água e agora hidrogenada, realização durante 2 meses de sessões da TimeWaver e ao final da segunda sessão as dores que eram diárias passaram a ser menos frequentes, retomando a sua vida laboral e social. A recorrência à medicação SOS tornou-me menos frequente. A Arminda admite sentir-se curada em apenas 2 meses. Sendo uma doença considerada crónica os comportamentos devem-se manter para toda a vida. De momento faz sessões de TimeWaver 2x/mês e estamos no 4º mês de alteração comportamental, a alimentação e os restantes comportamentos serão diários e para a Vida.

 

 

 

Apesar de não ser uma patologia grave (não se verifica lesão óssea, articular ou muscular, não compromete órgãos internos, nem reduz a esperança de vida), poderá ser profundamente incapacitante devido à intensidade e/ou à cronicidade dos sintomas, principalmente nos casos em que o diagnóstico é tardio. Deste modo, torna-se essencial o diagnóstico precoce, de forma a tranquilizar o doente relativamente à ausência de gravidade e a iniciar o tratamento adequado às manifestações clínicas em cada caso particular.

(fonte: site CUF)

Desenvolvo estes tratamentos e consultas de nutrição na Clínica Cligenus na Av. Conde Valbom em Lisboa e Rio clínica no Parque das Nações.
 

Deixe uma resposta

Fechar MENU