Hoje, dia 1 de outubro celebra-se o dia da consciência alimentar.

Desde muito cedo que amava os animais e, como qualquer um de nós fomos educados pelos nossos familiares que a carne e o peixe tem que fazer parte da nossa alimentação. Mas alguém questionou o porquê?

De geração para geração cultiva-se esta ideia sem sequer se questionar. É apenas porque tem que ser.

Mas a minha consciência estava desconectada, pois como posso eu amar os animais, adorar um borreguinho, adorar as vacas pela sua grandeza e inteligência, amar os cães, gatos e todos os animais deste Mundo e depois considerar horrendo em países comer-se gatos e cães e em Portugal poder aceitar comer-se vacas e outros? E será que realmente é crucial para a sobrevivência humana?

A nível nutricional, a carne e o peixe fornecem-nos alguns nutrientes, mas e o resto? Alguém pensa?

Com o consumo da carne vem igualmente compostos que não são interessantes para o desenvolvimento da Saúde e com o peixe, igualmente.

Sabemos hoje que a OMS considera o consumo de carne cancerígena grau 2A (provavelmente cancerígena) e o peixe, sabemos que, e por toda a poluição causada pelo ser humano, traz-nos os metais pesados que não nos favorece, muito pelo contrário, alguns deles como o mercúrio, o chumbo e o cádmio são igualmente cancerígenos e associados a problemas cardiovasculares e à possível intoxicação ao nível do sistema nervoso central. Estes são bio acumulativos no nosso organismo e este, tem reais dificuldades em eliminar tais agentes agressores. E nem valerá a pena mencionar os plásticos e o que estes poderão vir a provocar no corpo humano, uma vez que você come o peixe que por sua vez já comeu plásticos (ou micro plásticos). O impacto que o plástico terá na saúde humana… bem vamos esperar para ver ou então pode já deixar de comer, que tal?

Então, questiono, será que os alimentos de base vegetal não nos fornecem os tais nutrientes que a carne e o peixe tem?

Claro que é possível através de uma alimentação de base vegetal ter todos os nutrientes essenciais e, adivinhem, sem os malvados compostos que nos prejudicam e nos causam doenças.

Assim, e desde que a acordei a minha consciência, sou vegetariana estrita e vou partilhar convosco o que eu ganhei.

Ganhei energia, a minha pele está diferente, deixei de ter edema abdominal, retenção de líquidos, dores que honestamente aceitá-las-ia em idades avançadas, melhorei todos os níveis de vitaminas e minerais no meu organismo, comecei a dormir melhor, o meu cabelo deixou de cair como caía, o meu intestino funciona diariamente (sofria de obstipação) e percebi, que pela saúde já tinha ganho e muito.

Depois de ganhar saúde entendi que estava em harmonia comigo e percebi igualmente que os meus comportamentos alimentares tinham uma relação direta com o ambiente. Não ingerindo carne nem peixe, não exploro o ambiente e ajudo a preservar a casa que é de todos, o nosso planeta.

Deixo-vos com esta mensagem, hoje festeja-se o dia da consciência. Viva em comunhão com os animais, em comunhão com o planeta e em saúde.

Deixe um comentário

Fechar MENU