Um dos mitos criados sobre o vegetarianismo e as deficiências nutricionais que este regime aporta é no que diz respeito ao ferro, vitamina B12, vitamina D, cálcio e também défice de proteína, no entanto,  maioritariamente os meus pacientes ou são doentes oncológicos onde consomem alimentos “convencionais”, ou omnívoros que decidem transitar para uma alimentação isenta de produtos de origem animal ou vegetarianos que requerem reeducação e posso afirmar seguramente que as deficiências ao nível dos nutrientes que questiona encontro em doentes oncológicos e a indivíduos com uma alimentação omnívora, motivo pelo qual aconselho a realizar-se analises antes da transição ou alteração da alimentação para que, no futuro, não atribuem as deficiências nutricionais à alteração da orientação alimentar.

A vitamina B12, pode ser suplementada ou então ingerir-se através de alimentos enriquecidos com vitamina B12. Esta é produzida por microrganismos e não tem que ser apenas e só encontrada em alimentos de origem animal. De qualquer forma, pelo sim, pelo não fazer analises pode-lhe dar conhecimento sobre as suas carências e esta pode também ser observada através de colheita de sangue.

Quanto à vitamina D, essa adquire-se ou através da suplementação ou alimentos enriquecidos em vitamina D ou então com a exposição solar direta, sem protetor solar em horas seguras durante 20 minutos diariamente. Neste caso, no inverno, por exemplo a maioria da população tem deficiência e deve ser medido para que não comprometa a saúde e é transversal a qualquer regime alimentar.

Cálcio, é outro mito… na realidade não é um mito, é sim uma falta de conhecimento e uma tendência criada desde a infância que o cálcio só se encontra em quantidades suficientes no leite e os seus derivados. Deixámo-nos envolver demais com informações vazias, e está no tempo de mudar. Hoje sabe-se que tal não corresponde À verdade havendo muitos alimentos ricos neste mineral e que o seu excesso está associado a patologias, logo o nosso corpo não é um “saco sem fundo”, é importante ter consciência disso.

O reino vegetal está cheio de boas fontes de proteínas tais como: as leguminosas, os frutos secos, algas, produtos processados como tofu, seitan, tempeh, chucrute, misô e sementes.

Mas este assunto, pode ficar para outros artigos…

 

Deixe uma resposta

Fechar MENU